fevereiro 21, 2008

Gato Escaldado


Como diz o provérbio "gato escaldado tem medo de água fria", eu também tenho medo de algumas coisas, principalmente coisas ligadas a relacionamentos.
Já passei por tanta coisa, já me desiludi tanto, já quebrei a cara tantas vezes que até parei de contar e agora a última coisa que quero é mais uma "escaldada", não quero mais desilusões para minha coleção, nem novas cicatrizes para o meu pobre coraçãozinho.
Estar apaixonada é ótimo, mas o pezinho ta sempre atrás, talvez para facilitar na hora de puxar a ré e mudar de rumo (se necessário), sou uma romântica (não tão assumida devido a umas quedas pelo caminho), mas gosto de romantismo e devido a essas quedas pelo caminho faço o papel de durona, quando no fundo sou uma manteiga derretida, que gosta de palavras doces, carinho, bilhetinhos fofos e coisas do gênero, e que sempre retribui um agrado, em troca só peço que não brinquem com os meus sentimentos, afinal ninguém gosta de ser feito de bobo.
Por isso a cada inicio de um novo relacionamento já digo de cara:
- Sou o que você esta vendo, não tente me mudar e se vacilar uma vez, sinto muito meu bem, mas já era.

Radical? Talvez. Se funciona? Bem, já escapei de algumas quedas.

5 comentários:

Mari Thomé disse...

Radical nada!!
Tu sabe que alguns malucos não temem essas frases e topam numa boa o desafio.
Eu, apesar de ser uma mulher que possui um relacionamento extremamente estável, ainda tenho esse mesmo pé atrás ;)

Guiga disse...

Eu sou uma monga que não consegue ficar com o pé atrás! Quando tô apaixonada viro uma boba que acredita em tudo! Por isso que, depois de ser escaldada, não chego nem perto de água fria! Hehehehe!
Mas adorei tua frase! É como se diz em inglês: what you see is what you get.

Moni disse...

humm... sou igual a Guiga, mas com a diferença que me apaixono muitas vezesno mesmo ano. saco! um dia aprendo...

lonzo disse...

Mas tão importante quanto a outra pessoa não tentar nos mudar, é que nós mesmos não nos deixemos mudar. Uma coisa é aprender coisas novas, deixar nossa cara-metade nos passar um pouco de si, aí tudo bem. Só não podemos esquecer que 2 é a soma de 1 mais 1, e se o algum dos 1 da soma mudar, o resultado não será mais 2.

Mega geek, eu sei. Mas fazer o quê? Eu sou assim. ;)

Nessita! disse...

acho que é normal a gente ser um pouco escaldada, pé atrás, mas o importante que é esses medos e inseguranças não nos travem nem nos impeçam de viver. mesmo com medo da mágoa, ainda prefiro cair e levantar no que não vivenciar os sentimentos...

saudade de ti, véia!

bjus!