outubro 15, 2008

Preconceito

Tem coisas que só acontecem comigo e ontem aconteceu uma coisa que jamais imaginei que iria me acontecer.
Vamos ao fato, estava eu no meu suposto novo emprego, trabalhando tranqüila quando uma nojenta (sim essa guria era bem nojentinha, metida) entrou na recepção (onde eu estava) e fez o comentário mais imbecil que eu já ouvi na minha vida, (ah detalhe, eu estava com o uniforme da empresa que é um terninho vermelho (onde a gente fica parecendo o Chapolin Colorado) e a blusa do terninho é de manga cavada e uma parte da minha tatuagem do ombro direito fica a mostra):

- E essa tatuagem ai? Pelo visto tu és meio "crazy", doidona!
- Como assim?
- Tu deve curtir umas coisas diferentes, malucas pra ter essa baita tatuagem.

Eu não precisava escutar uma m... dessas, óbvio que o meu sangue subiu, devo ter ficado com o rosto vermelho de raiva, pois senti um calor quase insuportável no meu rosto. A minha vontade era de socar a cara da infeliz, mas como não estávamos sozinhas, tinha mais duas pessoas no recinto, me controlei e consegui ficar quieta, não respondi nada, nem a mandei a p... que pariu (mesmo a vontade sendo grande).
Fiquei choca com o comentário, nunca imaginei que isto fosse acontecer, achei um comentário idiota e totalmente preconceituoso, tipo o corpo é meu e eu faço o que quero e não é por causa de uma tatuagem (seja grande ou pequena) que a pessoa é "doidona", maluca, drogada ou qualquer outra coisa. Senti a maldade do comentário e entendi o que ela quis dizer com "doidona", me senti ofendida e fiquei chateado com isso, quem me conhece sabe que sou faca na bota, mas também sou muito sentimental e o que essa "vaca" falou me pegou de jeito, quando seguei em casa chorei horrores, não só de raiva como também de tristeza.



7 comentários:

Moni disse...

Lé, nem dá bola... esta guria é uma baita invejosa que sempre quis ter uma tattoo e nunca teve coragem de fazer. A tua tattoo é o Dragão mais lindo, perfeito e forte que já vi. E tu és minha amiga mais estilosa, ruiva, tatuada e faca na bota. Ainda bem que não falaste nada, estas pessoas merecem nosso silêncio. Não fica chateada, tu és o máximo e sabes disso. Aposto que a guria é mal-amada.

Bjs e fica bem. Pensa na mala da tua amiga aqui que te ama, te admira e sente orgulho de ti e do teu Dragão.

"drago dormiens nunquam titillandus" - NUNCA CUTUQUE UM DRAGÃO ADORMECIDO!

Mari Thomé disse...

Isso é o que geralmente se fala quando se ter merda na cabeça...

Da próxima vez diz que tu é doidona por gente preconceituosa que acha que quem tem tatuagem é do jeito que ela pensa....

Ah, Lé. Liga o foda-se!!

Nessita! disse...

Ah, Lé, que guria ridícula! Foi lá só para estragar teu dia... Não deixa! Gente assim só merece desprezo e indiferença. A tua tattoo é linda, perfeita e estilosa. Aposto que essa guria ficou é com inveja de tu seres uma mulher bonita, bem resolvida e com personalidade.

Saudades de ti!!! :D

beijocas

Gin e Rum disse...

Relaxa mulher...

O mundo está cheio de besteiras que devem ser ignoradas... as preconceituosas são as mais latentes.

O pré-conceito de alguém baseado meramente em quaisquer características físicas são desprezíveis... uma ignorância...
Não dê pérolas aos porcos, pois eles não merecem... entrar em discussão com seres ignorantes nunca serviu de nada.

Passe lá e tome algo conosco.

Sem preconceitos.
Sem frescuras.

Um drink. Por minha conta, evidentemente.

Rum.

Guiga disse...

Acho que tu devia ter olhado pra ela com cara de psicopata (estilo Jack Torrence) e ter dito "Sim... gosto de coisas BEEEM diferentes!".

No mais, seguro no osso, filha! Tatuados tem que ter peito pra lidar com o preconceito!

Marcio Fiorino disse...

Lé, dá bola não. Qdo a gente faz algo que sai da "normalidade" que é imposta pela sociedade, pode crer que tu vai estar na mira de ser pré-conceituada por qq coisa.....Então não liga nào....
Aprende com as coisas ruins, com isso tu já fica preparada pq com certeza essa não será a última...

Bjos!!!

Saldanha disse...

Li seu post e me identifiquei com o preconceito, a pesar de não ter tatuagem.
Já diz um velho e batido dito popular: "quem vê cara não vê coração."
Paz e bem.