março 29, 2006

Tormento


Paira no ar um clima de tensão
Algo perturba a calma plácida
do espelho d'água
O ar se torna cada vez mais pesado
Chegando quase a sufocar
As águas se agitam
Mostrando o perigo
O vento chega forte
Varrendo as árvores e os pastos
As nuvens, aos poucos,
se tornam negras
Relâmpagos e trovões explodem
no horizonte
Algo se anuncia
Algo chega devagar,
tomando o seu lugar
Não sei de onde, nem quando
Mas a tormenta está para chegar.

(By Lé)

2 comentários:

Nessita! disse...

Simplesmente A-M-E-I essa poesia!

Lana disse...

Isso é pessoal?? Achei bem legal, mas é bem forte, tdo bem?