novembro 17, 2006

Rei


O Rei Imortal
Reina soberano
Em seu castelo de sombras.
Seu trono,
Negro como a noite,
Reflete o brilho da Lua.
Sua alma Imortal,
Corrompida por trevas,
Vaga sozinha pelo mundo
Em busca de conforto.
Tão forte, tão belo, tão triste.
O Rei Imortal,
Imperador da noite
E dos seres da escuridão
Procura por sua Dama.
Alguém para dividir sua maldição.


"O Rei está morto,
Vida longa ao Rei!"

(By Lé)

4 comentários:

Nessita! disse...

Show essa poesia, Lé! Tá praticando pra virar poetisa??? Talento para isso sei que tu tens.

beijocas

_L_O_G_A_N_ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Moni disse...

Muito lindo!!!
Adoro coisas soturnas...

beijos

Leslie disse...

Pode ser parecido com o final do filme "Connan - o Bárbaro", mas a inspiração foi com o filme Drácula 2000, de onde tirei "O Rei está morto,Vida longa ao Rei!", hehhehehehe.

Quem sabe no futuro não faço um livro do poesias.