maio 15, 2008

Procurando Joaninhas


Na terça-feira de noite sem achar nada de bom para ver na Net resolvi assistir o filme "Sob o Sol da Toscana" com a Diane Lane e o filme é maravilhoso, mas quero falar de uma cena em particular do filme que é quando a personagem principal Frances vai visitar uma amiga, Katherine e acontece o seguinte diálogo:

K: - Você é uma chata.
F: - O que?
K: - Eu disse que você é uma chata.
- Veja só você está triste. De novo.
- Você é como um enorme buraco negro.
F: - Desculpe-me, mas eu...
K: - Fefé, dizia "arrepender-se é perda de tempo - o passado a enfraquece".
F: - Acabo de chegar.
- Eu mal entrei.
K: - Como você será feliz se continuar tristonha?
-
Ouça.
-
Quando eu era uma garotinha, eu ficava procurando por joaninhas.
-
Finalmente, eu desistia e adormecia na grama.
-
Quando eu acordava elas estavam em cima de mim.

Essa cena me chamou a atenção justamente por causa dessas últimas falas de Katherine. Como podemos ser felizes se continuamos tristes? Se continuarmos procurando pelas joaninhas, provavelmente nunca as encontraremos, então o melhor não é relaxar, adormecermos um pouco na grama para quando acordarmos estarmos cobertos de joaninhas?
Sei muito bem que algumas coisas são bem difíceis, quando estamos muito tristes não queremos, ou às vezes não conseguimos sair do circulo vicioso que a esta maldita tristeza, estamos sempre correndo atrás de joaninhas, procurando por alguma, quando às vezes só precisamos relaxar, não ficarmos tão angustiados, ou frustrados por não estar conseguindo algo, às vezes o melhor é esperar, pois quando menos esperarmos encontraremos ao menos uma joaninha.

3 comentários:

Mari Thomé disse...

Olha ao redor e certamente verás muitos motivos pra ser feliz.
Podem não ser exatamente os que tu queria, mas é uma GRANDE porta aberta para os bons sentimentos que virão.
E virão!!
:)

Guiga disse...

Lé, esse filme é lindo mesmo! E eu concordo: quem fica cultivando tristeza só atrai mais tristeza!

Sheyla Pina de Carvalho disse...

Olá, joguei assim no google: procurando joaninhas", e achei esse blog maravilhoso!! Me lembro sempre, sempre dessa frase das joaninhas! Outra cena emocionante, é o da torneira, que no final jorra água em abundância!! Lindo filme! Assisti umas 20 vezes! Bjss